06 abril 2013

A arte contemporânea em ações transversais com a escola

Posted by Blog Café Contexto On 07:58 No comments

Prêmio CNI SESI Marcantônio Vilaça
    Prêmio CNI SESI Marcantônio Vilaça para as Artes plásticas trouxe à capital mineira a oportunidade de exposição de trabalhos contemporâneos, de diferentes lugares do país, caracterizados pelo caráter itinerante das obras. Em evento oportunizado pela FIEMG, estive no Palácio das Artes com uma equipe de professores, em uma iniciativa de vanguarda, integrando o projeto "A Arte Contemporânea e a escola".
         
A prática e o conhecimento de determinados procedimentos artísticos contemporâneos auxiliam o profissional, preocupado em oferecer aos seus alunos, independente da disciplina que leciona, equações equilibradas, articulando conhecimento e sensibilidade artística, a partir da experimentação e de um olhar sobre a arte como troca. 

A exposição contribui para o entendimento de um espaço expositivo interativo e provocativo, relacionado às artes plaśticas e a diferentes ciclos e propostas, em que crianças e jovens podem aprender, desde cedo, a utilização da multiplicidade dos sentidos corporais, estimulando a imaginação, através de técnicas de desenho caminhado, da simbiose sonora, ao surpreenderem-se com um mundo externo possível, imaginado e ilustrado nos objetos e na emoção particular do artista contemporâneo.

      
Curso Arte Contemporânea no Palácio das Artes
O Projeto oferecido pelo SESI, além de sensilizar o professor para a arte contemporânea, também traça oportunidades de trabalhos transversais na escola, tendo como referência, os trabalhos de artistas consagrados como Lygia Clark (1920-1980), Hélio Oiticica (1937-1980) e da mineira Laura Belém, que esteve presente no evento e compartilhou grandes momentos da sua experiência no projeto e na premiação.

 O que, no entanto, mais tem me chamado a atenção, é a pertinência do hipertexto, fugindo à linearidade textual, em trabalhos resultantes de imagens ressignificadas em diferentes contextos, em que o artista se compreende e abre espaço para novas respostas ao exposto.

    

Prêmio CNI-Sesi Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas

 

 (Belo Horizonte/MG), com obras dos premiados:
 André Komatsu, Paulo Nenflídio, Marcone Moreira, Jonathas
 de Andrade e Laura Belém. 
                                         
                                   Professora Lila Mendes

0 comentários :

Postar um comentário

O Café Contexto agradece a sua visita!

Café Expresso