31 dezembro 2012

Os 100 anos do velho cronista

Posted by Blog Café Contexto On 14:55 2 comments

 "Os jornais noticiam tudo, 
menos uma coisa tão banal 
que ninguém se lembra: a vida"

Rubem Braga

Estima-se que Rubem Braga tenha escrito cerca de 15.000 crônicas entre 1930 e 1990. Em 12 de janeiro de 2013, se vivo, completaria 100 anos.Tornou-se um dos melhores cronistas de todo país, através das grandes narrativas que escreveu, encontrando no gênero crônica, uma forma de prolongar sua vida, por acreditar que o que escrevia, deveria ser publicado apenas no dia seguinte.

Não deixando de seguir aquilo em que acreditava, Braga escreveu sua sua última crônica, "A Paz de Santa Maria Maricá", para o jornal O Estado de S.Paulo. Seus temas fugiram da perspectiva da prosa entediante do dia a dia sofrido por brasileiros em diferentes fatos, que ele fazia questão de refazer com a leveza de uma grande homem, comprometido com o seu tempo e com as tranformações sociais do mundo moderno.

Para a alegria dos leitores das crônicas jornalísticas, a editora Record já investiu numa antologia especialíssima para 2013, em comemoração aco centenário do escritor e quem for à cidade natal de Rubem Braga, ainda tem uma novidade. A casa em que ele viveu durante sua infância, virou uma casa de cultura. Fica a dica:
A casa onde o cronista Rubem Braga passou a infância e morou até os 14 

anos foi transformada em uma casa de cultura e hoje é ponto turístico
 
"A Casa dos Braga", em Cachoeiro do Itapemirim, no Espírito Santo.

Endereço: Rua 25 de Março, 162, Centro de Cachoeiro de


Itapemirim-ES ou
Visite a casa do autor em www.overmundo.com.br/guia/casa-dos-braga

Entrada franca

                                                                      
                                                                 Beijo da Professora Marília.



 AS COISAS BOAS DA VIDA

- Viajar, partir….
- Voltar.
- Quando se vive na Europa, voltar para Paris;
quando se vive no Brasil, voltar para o Rio.
- Pensar que, por pior que estejam as coisas, há sempre uma solução, a morte - o assim chamado descanso eterno.

                                              
BRAGA, Rubem. 200 Crônicas Escolhidas: as melhores de Rubem Braga.11ª ed. – Rio de Janeiro: Record, 1998.
 

2 comentários :

Adorei o nome Marília Morena. Faltou o "bela Marília". Marília de Dirceu.É certo que seu novo ano será cheio de surpresas boas e muitas conquistas. Você merece! Grande beijo.
Do amigo
Carlos Henrique.

Postar um comentário

O Café Contexto agradece a sua visita!

Café Expresso