10 abril 2012

Santuário do Caraça

Posted by Blog Café Contexto On 17:40 3 comments

Praça da Estação
De propriedade da Província Brasileira da Congregação da Missão ( PBCM), o Santuário do Caraça está localizado entre os municípios de Catas Altas e Santa Bárbara,  a 120 km de Belo Horizonte. 
Na oportunidade, realizei, hoje, junto aos alunos de uma das unidades em que leciono, um riquíssimo trabalho de campo nessa reserva particular, entre a diversidade da fauna e da flora, presenteada em uma região de imensa beleza e conservação.

ENTRADA DO PARQUE DO CARAÇA
Saímos de trem da Praça da Estação até a cidade de Barão de Cocais, na estação Dois Irmãos, visualizando as riquezas do minério de Ferro, através da moldura de uma cadeia de montanhas que fazem parte dos grandes sítios que contam a história geológica da terra e da mineração local. A região pertence ao turismo, mas abriga um vasto laboratório de pesquisa para estudantes do mundo inteiro. 

Visão do Parque durante a trilha com os alunos.
Considerando que ao abrigar uma vasta região de Mata Atlântica, entrecortada pelo Cerrado, ainda podemos observar uma espécie de Mata Secundária, numa área que já devastada, ainda contém inúmeras nascentes como a do Banho do Imperador, local onde nosso grupo deu partida à trilha proposta no roteiro.

TRILHA NO BANHO DO IMPERADOR
O Quadrilátero Ferrífero, região rica em minério de ferro nas Minas Gerais, conta ainda com uma vegetação de eucalipto e com a inusitada presença do lobo-guará, animal em extinção, que tem sido um dos grandes atrativos do parque, de acordo com depoimento dos moradores locais e visitantes. O animal aparece à noite para se alimentar das frutas que para ele são deixadas no pátio do centro histórico.

IGREJA NEOGÓTICA DE NOSSA SENHORA MÃE DOS HOMENS
Visitamos ainda O Calvário, local que retrata a via Crucis de Jesus, sendo um dos pontos mais requisitados para a visitação com finalidade religiosa, o que acontece o ano inteiro. 

A SANTA CEIA PELO MESTRE ATAÍDE
Conhecemos a Igreja com sua arte neogótica, em contraste com o Barroco, contornada pelos belíssimos vitrais e contida de obras legendárias como a do mestre Ataíde, no foco da Santa Ceia, em que Jesus reuniu-se com os doze apóstolos.  

O Museu é uma das grandes construções do parque, abrigando todos os objetos decorativos e históricos que contam a história do irmão Lourenço, do colégio e Seminário que pertenceram à reserva há  mais de 200 anos.

Além de momentos de conhecimento e de interação, o grupo assistiu ao documentário no centro histórico, contando a história do santuário desde a sua fundação em 1774, do claustro e das catacumbas, do museu e da biblioteca, reconstruídos após o incêndio, o que acabou por definir O Caraça como um centro de peregrinação, muito além dos ideais de cultura e  de turismo, que fazem da reserva, um dos mais belos e interessantes locais do Quadrilátero, reunindo em seus onze mil hectares, a extensão da natureza que exige daqueles que passam por lá, vislumbre e respeito, como aliás, deve ser em pequenos ou grandes espaços naturais, sinônimos de cuidado e preservação, diante de uma sociedade que pouco ou nada consegue enxergar no detalhamento de espaços que nos levam à constatação de que  a perfeição existe e bem mais próxima do que se imagina.


CENTRO HISTÓRICO, JARDIM, CALVÁRIO E CAPELINHA


Valeu muito, meninos. A professora Marília deixa um beijo de agradecimento para os alunos, à Quiron turismo e à equipe pedagógica , coordenadora Lúcia e diretora Míriam, que me fizeram o convite, para que outros momentos tão ricos assim, façam parte do nosso trabalho tão sério e tão divertido ao mesmo tempo.

                                    MARÍLIA MENDES em 12 de abril de 2012.



 Observação : Todas as imagens pertencem ao meu arquivo pessoal e têm direitos autorais que impedem qualquer tipo de reprodução.  Professora Marília      




3 comentários :

Prof. Marília são trabalhos assim que fazem a diferença dentro da escola e no convívio com os alunos. Admiro.
Júlio César

Professora Lila, seu blog tá muito lindo.
Saudade de vc e vontade de fazer essa viagem, suas fotos tão muito lindas mesmo.
Fabiana Almeida.

Lucas, confesso que não entendi muito bem as suas palavras, mas atenta à colaboração de todos os visitantes que passam por aqui, procurei ajustar o vocábulo " neogótico " e melhor elaborar o texto, referente ao Parque do Caraça, sempre com o intuito de colaborar, interagir e problematizar assuntos que se relacionam à Língua Portuguesa. Grande beijo. Professora Marília.

Postar um comentário

O Café Contexto agradece a sua visita!

Café Expresso