27 maio 2015

As telenovelas e os casais-valise

Posted by Blog Café Contexto On 15:33 2 comments


As telenovelas e os casais-valise



      Alguns personagens de telenovela são realmente muito "malas". Mas não é a isso que se refere o título desta postagem. Acontece que os atuais folhetins da Rede Globo consolidaram uma mania que tem muito a ver com um dos mais curiosos processos de formação de palavras: o truncamento seguido de aglutinação, que atende pelo nome técnico de fractocomposição, de que resultam as chamadas "palavras-valise" ou fractocompostas.

       Desde que Laura e Caíque, o casal de protagonistas da trama das 19 horas, Alto Astral, começou a fazer sucesso por conta do agora assumido romance entre os atores que os interpretam, Nathalia Dill e Sérgio Guizé, surgiu nas redes sociais, com direito a hashtag e tudo, o casal Laurique. Aliás, os sobrenomes dos atores também renderam as hashtags Dillzé e Guizill.

       Enquanto isso, outro trend topic das redes sociais é o casal Perina, misto de Pedro e Karina, par romântico de Malhação. E agora a novela das 18 horas, Sete Vidas, nos revela o casal Peju (às vezes grafado PeJu), de Pedro e Júlia.

Falta agora surgirem os casais Vire (ou Revi), de Vinicius e Regina, e Esterê (ou Terela), do casal homossexual Estela e Teresa, ambos da telenovela Babilônia.

       A fractocomposição é um processo relativamente moderno de formação de palavras, já que a maioria delas tem menos de 100 anos. Um dos primeiros campos a adotar esse processo foi a química, cujos compostos são formados a partir de fractomorfemas como met- (do grego méthy, "vinho"), et- (de "éter"), prop- (de "propiônico", nome de um ácido), but- (do latim butyrum, "manteiga"), etc. Depois veio a informática (de "informação" + "automática") com blog (de web + log), flog (de "foto" + blog), Instagram (de instant, "instantâneo" + photogram, "fotograma"), e muitos mais.

       Da linguagem popular surgiram, dentre outros, "showmício" (show + comício), "portunhol" (português + espanhol), "brasiguaio" (brasileiro + paraguaio), "cantatriz" (cantora + atriz) e o recente "atacarejo" (atacado + varejo).

Os recentes protestos de rua também deram sua contribuição ao elenco dos nomes-valise: Luladrão e Dilmalvada.








a) Como nossa língua vive em constante processo de mudança, a maior parte das palavras-valise não estão dicionarizadas, embora a formação das palavras-valise ou amálgamas seja considerada relativamente moderna. Considerando os exemplos do texto, IDENTIFIQUE e EXPLIQUE que tipo de variação linguística justifica essa volatilidade na formação de novas palavras no português do Brasil.

Volatilidade: Qualidade daquilo que é sujeito a mudanças frequentes, volátil.


b) O truncamento de algumas palavras na formação da fractocomposição denota, em muitos casos, uma certa afetividade no contexto em que estão inseridas. Entretanto, o autor do texto considera, pelo menos, duas palavras, em que o truncamento foi empregado no sentido pejorativo. IDENTIFIQUE quais são esses vocábulos e EXPLIQUE como eles foram constituídos socialmente.




c) IDENTIFIQUE o tipo de variação linguística presente na fraseAlguns personagens de telenovela são realmente muito MALAS” e EXPLIQUE o significado do termo em destaque.




Crédito das questões: professora Marília Mendes

2 comentários :

LILA,
seu blog é lindo e você é muito mas muito criativa.
Adorei isso viu?
beijo
Ednéia.

Professora,

adorei seu blog. Você é Top mesmo!
Gabriela;

Postar um comentário

O Café Contexto agradece a sua visita!

Café Expresso