31 julho 2012

E agora Drummond ?

Posted by Blog Café Contexto On 19:24 8 comments

Pensando nas comemorações do dia D, homenageando o poeta Carlos Drummond de Andrade , no dia 31 de outubro, o blog Joia Rara terá uma série de atividades e releituras do poeta mineiro. Você pode acompanhar pelas postagens e deixar suas sugestões. Fique ligado ! Comece pela leitura indicada :


Mundo grande


Não, meu coração não é maior que o mundo.
É muito menor.
Nele não cabem nem as minhas dores.
Por isso gosto tanto de me contar.
Por isso me dispo,
por isso me grito,
por isso freqüento os jornais, me exponho cruamente nas livrarias:
preciso de todos.


Sim, meu coração é muito pequeno.
Só agora vejo que nele não cabem os homens.
Os homens estão cá fora, estão na rua.
A rua é enorme. Maior, muito maior do que eu esperava.
Mas também a rua não cabe todos os homens.
A rua é menor que o mundo.
O mundo é grande.

Tu sabes como é grande o mundo.
 

Conheces os navios que levam petróleo e livros, carne e algodão.
Viste as diferentes cores dos homens,
as diferentes dores dos homens,
sabes como é difícil sofrer tudo isso, amontoar tudo isso
num só peito de homem… sem que ele estale.

Fecha os olhos e esquece.
Escuta a água nos vidros,
tão calma, não anuncia nada.
Entretanto escorre nas mãos,
tão calma! Vai inundando tudo…
Renascerão as cidades submersas?
Os homens submersos – voltarão?


Meu coração não sabe.
Estúpido, ridículo e frágil é meu coração.
Só agora descubro
como é triste ignorar certas coisas.
(Na solidão de indivíduo
desaprendi a linguagem
com que homens se comunicam.)

Outrora escutei os anjos,
as sonatas, os poemas, as confissões patéticas.
 

Nunca escutei voz de gente.
Em verdade sou muito pobre.

Outrora viajei
países imaginários, fáceis de habitar,
ilhas sem problemas, não obstante exaustivas e convocando ao suicídio.

Meus amigos foram às ilhas.
Ilhas perdem o homem.
Entretanto alguns se salvaram e
trouxeram a notícia
de que o mundo, o grande mundo está crescendo todos os dias,
entre o fogo e o amor.


Então, meu coração também pode crescer.
Entre o amor e o fogo,
entre a vida e o fogo,
meu coração cresce dez metros e explode.
– Ó vida futura! Nós te criaremos.


( Carlos Drummond de Andrade )



8 comentários :

Que lindo Marília. Amo muito tudo isso!
Estivemos em Uberlândia nas férias e nos lembramos de você e das Minas Gerais. Estamos sempre por aqui visitando seu blog. Você é bem criativa.O Marcos passou no concurso e deixa um beijo para ti.Venha nos visitar nas férias.Seu afilhado já está falando quase tudo. Um grande beijo.

Marcos e Valéria.

Sim, tenho saudades.
Sim, acuso-te porque fizeste
o não previsto nas leis da amizade e da natureza
nem nos deixaste sequer o direito de indagar
porque o fizeste, porque te foste
(Carlos Drummond de Andrade)
Que bom revê-la por aqui, minha querida.

Júlio

Professora Marília, eu sugiro esse vídeo :Poema de sete faces na voz do mineirinho Samuel Rosa.

http://youtu.be/FEJle77gcts

Professora, eu sugiro que você faça com seus alunos do EM uma viagem a Itabira e siga os 17 passos drummondianos.
http://www.vivaitabira.com.br/viva-drummond/Caminhos-Drummondianos.php

Beijo
Ana Flávia Godoy.

Há tantos diálogos

Diálogo com o ser amado
o semelhante
o diferente
o indiferente
o oposto
o adversário
o surdo-mudo
o possesso
o irracional
o vegetal
o mineral
o inominado

Diálogo consigo mesmo
com a noite
os astros
os mortos
as idéias
o sonho
o passado
o mais que futuro

Escolhe teu diálogo
e
tua melhor palavra
ou
teu melhor silêncio
Mesmo no silêncio e com o silêncio
dialogamos.

Os poemas mais raros de Drummond, professora Marília, esperam por divulgação.Um abraço,César B.

EU QUERO IR PRA COPACABANA VER A ESTÁTUA DO POETA E SENTAR AO LADO DELE PARA PROSEAR.RSRSRSRSRS.
Beijo Lila.Saudade.

Ana Amélia do Objetivo.

Ai lila, eu tenho tantas sugestões que nem sei por onde começar...Vamos pelo AMOR NATURAL, entre tantos poemas que mostraram os versos eróticos do escritor. Arrepio na alma.
Grande abraço,
Professora célia da cultura Inglesa de BSA.

Profa. seu blog é lindo mesmo, né?
um abraço,
Bárbara do CETEM

Postar um comentário

O Café Contexto agradece a sua visita!

Café Expresso